Como funciona o sistema FIES?

Muitos estudantes que precisam de ajuda financeira para iniciar e se manter em um curso superior recorrer aos programas do governo, como o Financiamento Estudantil (Fies). Mas, você sabe como ele funciona?

Os candidatos em iniciarem o curso com o Fies devem fazer suas inscrições quando o semestre letivo tem início. Para isso, é feito um contrato entre o candidato e o programa, para esclarecer todas as cláusulas importantes.

É importante saber que se o Fies for feito, os candidatos selecionados contam com auxílio do governo federal para custear as mensalidades do curso escolhido, mesmo depois de ele terminar a graduação.

No entanto, vale saber que após a finalização dos estudos, o beneficiado deverá devolver o valor da mensalidade paga em parcelas, pelo governo. Continue lendo para saber como isso deve funcionar.

Fases do Fies

O financiamento das mensalidades pelo Fies possui três fases que são divididas de acordo com o nível do envolvimento do estudante com a dívida. Entenda melhor como cada fase acontece:

Durante o curso

Durante o período que o aluno está cursando a graduação, ele deve pagar apenas o valor referente ao encargo operacional, fixado em contrato. Além disso, o custo total do seguro de vida, que é exigido para a contratar o financiamento, também deve ser pago durante o curso.

Não é possível citar aqui esse valor, já que ele segue os critérios estabelecidos pelo Fies, através do governo federal.

Período de carência e amortização

Vale saber que desde o ano de 2018, o Fies não tem mais o período de carência para iniciar o pagamento da dívida. Antes, o candidato tinha um ano meio, após terminar o curso, para começar a amortização. No entanto, agora após concluir o curso, o estudante já deve iniciar a fase de amortização para quitar a dívida.

É importante saber que os valores das parcelas do FIES podem ser descontados automaticamente, caso o estudante abra uma empresa ou comece a trabalhar. O valor que deverá ser descontado é calculado pelo governo.

No entanto, se o estudante não tiver renda mínima em qualquer momento da amortização, a quitações será feita em prestações mensais, equivalentes ao pagamento mínimo.

É importante saber também que todos os valores da amortização devem ser pagos para a instituição em que o aluno estudou, sendo o seguro de vida e o financiamento. De acordo com o governo, o prazo máximo para quitação da dívida é de 14 anos.

4 dicas para se tornar um super estudante

Então você quer ser um estudante sábio, ainda mais quando começam as matrículas escolares no Recife 2022. Isso é ótimo! Mas antes de se convencer de que a única maneira de ter sucesso é passar as noites sem dormir na biblioteca, com o café sempre fresco, enfiado em tantas horas de estudo o máximo possível, é importante entender que este não é o caminho.

Há maneiras muito mais eficazes, simples e realistas de realizar seus sonhos e sem se matar completamente, como você pode ver no site noticianahora.com.br. Os alunos mais bem-sucedidos não estudam necessariamente mais e por mais tempo, mas sim, estudam de forma mais inteligente.

Às vezes, menos é mais. Eis como se tornar um estudante inteligente e os passos necessários para o sucesso.

Como se tornar um estudante inteligente

O trabalho que você realiza não é um fator de quanto tempo você passa estudando, mas sim a qualidade de seu foco. A maioria dos estudantes acredita que boas notas só vêm com virar a noite toda estudante, mas o verdadeiro segredo é estudar de forma mais inteligente, em vez de mais difícil.

Como cuidar do psicólogo durante a pandemia?

1. Gerencie seu tempo em 5 minutos a cada dia

A maioria dos estudantes tem dificuldade com a administração do tempo, embora seja uma habilidade crítica necessária para ter sucesso não apenas na faculdade, mas em tudo na vida.

Ao investir apenas cinco minutos por dia para administrar seu tempo, você pode viver uma vida mais livre de estresse e equilibrada sem perder toda a agitação da faculdade.

2. Tenha sempre um plano

Certifique-se de ter sempre um plano com antecedência e de estar sempre ligado em datas importantes para testes e prazos. Usando um calendário, seja digital ou físico, você pode marcar datas e até mesmo definir horários programados onde você se sentará para estudar.

3. Seja organizado

Ter uma pasta para arquivar todos os seus assuntos é uma ótima maneira de se manter organizado. Tenha uma seção para cada assunto para evitar confusão, e certifique-se de colocar todas as notas e papéis relevantes na seção correta.

Certifique-se sempre de manter uma lista de seus deveres de casa e consulte essa lista todos os dias quando voltar da escola. Verifique seu calendário ao final de cada dia também para ter certeza de que não haverá tarefas que você ainda não tenha começado.

4. Cuide de sua saúde física

Dormir

A quantidade ideal de sono é de oito horas – e algumas pessoas até mesmo precisam de nove horas. Dormir menos pode afetar seu sucesso e sua capacidade de concentração enquanto estuda. Se dormir em uma hora mais cedo for difícil para você, tente gradualmente se dedicar a isso.

Comida

Comer com saúde ajudará você a se concentrar melhor ao estudar, e a obter o máximo de horas concentrado que você conseguir. Assim como seus pais e médicos sempre lhe disseram, certifique-se de comer refeições regulares ao longo do dia, beber água suficiente, limitar as bebidas açucaradas e comer muitas frutas e verduras.

Exercício

A pesquisa descobriu que a atividade física melhora sua capacidade de pensar e sua memória. Mesmo apenas três vezes por semana, durante 30-45 minutos, pode ajudá-lo seriamente a ter sucesso acadêmico.

Tudo sobre Engenharia da Computação

Os Engenheiros da Computação são especialista na construção e projeção de softwares e hardwares.

No geral os hardwares são as partes físicas do computador que conhecemos hoje, tais como os periféricos que chamamos de teclado, monitor e mouse.

Já na área de desenvolvimento de softwares o Engenheiro da Computação desenvolve programas e aplicativos para computador.

O Engenheiro da Computação pode trabalhar na área de automação e robótica industrial, trabalha no desenvolvimento de robôs industriais.

A área de Engenharia da Computação é uma área bem promissora, tem um crescimento em potencial no mercado tecnológico.

São os doutores de novos desenvolvimentos tecnológicos.

Perfil de um profissional da área Engenharia da Computação

 

Matemática será o ponto chave dessa profissão, é importante que a pessoa goste bastante. Além disso, o curso exige muito que você tenha conhecimento em tecnologia da informação.

Estar atualizado sobre as novidades tecnológicas de mercado é importante, além de essencial para ser manter neste mercado bem competitivo.

Curso de Engenharia da Computação

 

A faculdade de Engenharia da Computação é de 5 anos e o curso na maioria das vezes é de tempo integral. Toda a base curricular do curso é voltada a cálculos, tais como matemática, química, física e também computação.

Ao fim da graduação o individuo vai precisar apresentar o seu relatório de conclusão de curso (TCC) para pegar o diploma de formado. O curso hoje é encontrado tanto presencialmente quanto na modalidade EAD.

Mercado de Trabalho para Engenharia da Computação

 

O mercado de Engenharia da Computação estar em alta e em constante expansão, além disso a profissão é bem versátil. A indústria demanda muito desta profissão, ser você pensa em cursar Engenharia da Computação é boa investir no setor industrial.

Engenheiro (a) da computação pode atuar no setor automobilístico, informática (TI), Telecomunicações e Farmacêutica.

Profissionais desta área podem atuar em consultorias, bancos, empresas de comércio eletrônicos e empresas ligada a tecnologia.

Porque devo cursar Engenharia da Computação?

 

O setor de TI é uma tecnologia que estar em constante expansão, escolhendo a área você pode garantir excelentes renumerações no mercado.

Onde o profissional desta área será apto a projetar, ser programar, testar, construir os softwares e hardwares.

Sabe os aplicativos? Programas que utilizamos hoje? Os mesmos foram desenvolvidos pelo a Engenharia da Computação.

Salário da área de Engenharia da Computação

 

Hoje aqui no Brasil o salário médio de um profissional da Engenharia da computação é de R$ 9.500,00 no cargo de Engenheiro de Softwares, porém é claro que o salário varia bastante de acordo com a especialização exercida.

O Engenheiro por exemplo de TI estar ganhando salário médio inicial de R$ 4.350,00 podendo ganhar até R$8.000,00 dependendo da empresa.

É dependendo também da empresa ou da modalidade de contratação escolhida.